Oi!
FilmesListas

As 5 Melhores Adições à Versão Estendida em O Senhor dos Anéis

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Pin It Share 0 0 Flares ×

Assistir à edição estendida de O Senhor do Anéis é algo sensacional, uma experiência totalmente diferente.
Para os amantes de Tolkien e da saga, é algo que enche os olhos assistir a cenas que ficaram de fora da edição de cinema e alguns pequenos detalhes que foram feitos bem para os fãs identificarem.

Hoje vamos conhcer as 5 melhores adições à versão estendida.

5 – A Casa de Cura

Tem uma passagem do livro que diz: “As mãos do rei são as mãos de um curador, e assim o rei legítimo pode ser conhecido.” Essa cena é a sequência após Aragorn liberar os fantasmas, quando Éomer encontra a irmã tombada e entra em desespero. Nesta sequência, Aragorn está na Casa de Cura e faz os curativos em Éowyn. É uma cena muito bonita, bem emocionante, mas que é totalmente para fãs, não influencia em nada na trama.

4 – Os Fantasmas

A cena começa de uma forma bem galhofa com Gimli tentando assoprar formas fantasmagóricas que se formam em sua volta. Após a cena na qual Aragorn faz a proposta aos fantasmas, algo inesperado acontece: uma verdadeira onda de crânios desaba das paredes forçando o trio a sair das cavernas assombradas. Lá fora, o fantasma chefe aceita a proposta. E já fora das montanhas, bem aonde saem das cavernas, eles se deparam com o quê? O Caminho por onde passam os corsários.

3 – Aragorn e a Palantir

Antes de partir para os Portões de Mordor, Aragorn usou a Palantir de Minas Tirith para “falar” com Sauron por dois motivos: primeiro para distrair Sauron e facilitar a passagem de Frodo, e depois para que ele saiba que Gondor tem um Rei novamente.

2 – Gandalf versus. Withcking

Na edição normal, em um determinado momento Gandalf começa a aparecer sem o seu cajado, mas isso não tem nenhuma explicação. Nessa cena, podemos ver o confronto de Gandalf com o Witchking, quando o cajado se parte. Dificilmente o Mago Branco sobreviveria se não fosse a chegada dos Rohirrim.

1 – Boca de Sauron

O Boca de Sauron fez muita falta no final de O Retorno do Rei. Na versão normal, Aragorn só vai até o Portão Negro, grita, e ele abre. O confronto com o Boca é uma parte crucial do livro e a sua aparição torna as cenas finais de O Retorno do Rei ainda mais fortes. Essa cena não deveria ter sido cortada de jeito nenhum.
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Pin It Share 0 0 Flares ×