Oi!
Filmes

Os Sete Samurais

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Pin It Share 0 0 Flares ×

Hoje vamos falar sobre mais um dos 1001 Filmes Para Ver Antes de Morrer, Os Sete Samurais.

O filme mais megaboga de samurais que eu já assisti. Um filme de samurai que é bem menos pancadaria e muito mais A Arte da Guerra.

Esse filme foi rodado em 1954, pelo cineasta mais importante do Japão, e dos mais influentes do mundo, Akira Kurosawa. ele dirigiu mais de 30 filmes e em 1989 (um ano após a sua morte), foi premiado com o Oscar pelo conjunto de sua obra “pelas realizações cinematográficas que têm inspirado, encantado, enriquecido e entretido o público em todo o mundo e influenciado cineastas de todo o mundo.“. E com certeza ele é o diretor japonês mais conhecido mundo.

Além do famoso diretor, o filme conta com a presença do maior ator do Japão de todos os tempos, Toshiro Mifune (foto abaixo).

A história se passa no Japão feudal do século XVI, durante a era Sengoku. Uma aldeia de lavradores vai ser atacada, roubada, dizimada (e todas as outras adas), e não tem como se defender.

Alguns dos lavradores resolvem ir a procura de algum ronin (samurai itinerante e sem mestre), para defender a aldeia, MAS eles não possuem meios de pagá-los, podendo apenas oferecer alimentação.

Numa cidade eles acabam encontrando Kambei, interpretado por Takeshi Shimura, um samurai mais velho que se compadece dos pobres lavradores e resolve ajudá-los. Infelizmente após lhe explicarem o problema, ele entende que sozinho não vai conseguir, necessitando da ajuda de mais 6 samurais.

A primeira parte do filme acontece toda mostrando a busca de Kambei pelos outros 6 samurais. Entre eles, tem um jovem que se torna seu aprendiz, um velho amigo e um filho de lavradores que utiliza roupas de samurai mesmo não sendo um.

Já a segunda parte da história, é mais voltada para o lado da estratégia de combate que vai ser utilizada na defesa do vilagero e no combate propriamente dito. Toda essa parte do filme muuuito voltada para a situação histórica da época e com uma forte influência da filosofia samurai.

Um filme de uma simplicidade tocante, mas que te prende a atenção do começo ao fim do filme. E com um final (alias ele todo), que demonstra muito bem o retrato histórico da época, em trajes, sociedade, filosofia e muitos outros aspectos de uma civilização tão antiga.

Esse entra para o time dos filmes que merecem .

 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Pin It Share 0 0 Flares ×